Avó de Isabella se emociona durante julgamento

A avó de Isabella Nardoni, Rosa Maria Cunha de Oliveira, saiu duas vezes da sala do júri onde acontece o julgamento do casal Alexandre Nardoni e Anna Carolina Jatobá, acusados de matar a criança em 29 de março de 2008. Nas ocasiões em que se emocionou, o médico legista Paulo Sérgio Tieppo Alves, mostrava as fotos dos ferimentos encontrados no corpo de Isabella.

Agência Estado |

A avó materna estava acompanhada do marido.

Durante o depoimento do médico, o promotor Francisco Cembranelli perguntou se os ferimentos no corpo de Isabella poderiam ter sido causados por alguma manobra de ressuscitação feita na noite do crime. O médico afirmou que isso seria impossível, pois os ferimentos em Isabella eram mais graves.

Durante as investigações sobre a morte de Isabella, a defesa chegou a atribuir as lesões no corpo da menina às manobras de ressuscitação feitas pelos técnico do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU).

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG