Um avião da força policial paramilitar Guarda Civil da Espanha se uniu às buscas pelo Airbus da Air France desaparecido. A aeronave partiu do Rio de Janeiro, com 216 passageiros e 12 tripulantes, e seguiria até Paris.

Porém, perdeu contato com os controladores e acredita-se que tenha caído no Oceano Atlântico. O avião de reconhecimento partiu da capital senegalesa, Dacar, onde tomava parte em uma operação europeia contra a imigração ilegal, informou um porta-voz do Ministério de Interior espanhol.

Uma aeronave francesa de reconhecimento também partiu do Senegal em busca do Airbus A330-200. A Força Aérea Brasileira (FAB) também está envolvida nas buscas. A Air France apontou que o avião pode ter sido atingido por um raio, durante uma tempestade. As informações são da Dow Jones.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.