Avaliação do governo Lula bate novo recorde

BRASÍLIA (Reuters) - A avaliação positiva do governo do presidente Luiz Inácio Lula da Silva em janeiro voltou a bater recorde, apontou nesta terça-feira pesquisa do Instituto Sensus/CNT. A sondagem mostrou ainda que os efeitos da crise global sobre a economia brasileira devem ter curta duração. Para 72,5 por cento dos entrevistados, o governo é ótimo ou bom, frente a 71,1 por cento em dezembro.

Reuters |

O desempenho é o melhor desde 1998, quando o instituto começou a fazer a pesquisa para a Confederação Nacional do Transporte (CNT). A avaliação negativa do governo caiu para 5 por cento em janeiro ante 6,4 por cento em dezembro.

O desempenho pessoal do presidente Lula foi aprovado por 84 por cento dos entrevistados, frente aos 80,3 por cento na sondagem anterior.

Quanto aos efeitos da crise financeira, os entrevistados se mostraram otimistas. O índice de expectativa do consumidor subiu para 68,95 em janeiro ante 66,16 em dezembro. O maior patamar já registrado pelo indicador foi em setembro, quando alcançou 73,82 pontos.

O índice reflete as expectativas dos entrevistados sobre emprego, renda e educação.

"Existe uma expectativa de que a crise está passando", afirmou Clésio Andrade, presidente da CNT.

A pesquisa avaliou também a intenção de voto para a sucessão presidencial em 2010 e o governador de São Paulo, José Serra (PSDB), manteve a liderança na consulta estimulada. Serra tem 42,8 por cento das intenções de voto, e a ministra da Casa Civil, Dilma Rousseff (PT), tem 13,5 por cento.

A pesquisa CNT/Sensus foi realizada entre os dias 26 a 30 de janeiro com 2.000 entrevistados em 136 municípios. A margem de erro é de 3 pontos percentuais.

(Reportagem de Raymond Colitt)

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG