LOS ANGELES - O Instituto Médico Legal (IML) de Los Angeles afirmou nesta sexta-feira que deve obter os resultados preliminares da autópsia do cantor Michael Jackson ainda hoje, que poderão ajudar a revelar a causa de sua morte.

O responsável do IML do condado de Los Angeles, Jerry McKibben, disse à imprensa que se a autópsia determinasse os resultados sobre a causa da morte, eles seriam divulgados ainda hoje.

Caso seja necessário fazer análises toxicológicas, a divulgação dos resultados pode demorar dias ou semanas, acrescentou.

O "Rei do Pop", que estava se preparando fisicamente para uma turnê de 50 shows em Londres, morreu na quinta-feira, em Los Angeles, após sofrer uma aparentemente parada cardíaca.

Seu irmão Jermaine Jackson relatou ontem que o cantor recebeu uma série de tentativas de reanimação cardiopulmonar no hospital para onde foi transportado por mais de uma hora, sem sucesso.

Até o momento, não se sabe com exatidão quais foram as circunstâncias que causaram a morte de Michael e os detalhes de como ele foi encontrado, já que a Polícia evitou dar informações a respeito.

O advogado da família Jackson e amigo pessoal do artista, Brian Oxman, falou sobre a possibilidade de a morte ter sido causada pelo consumo excessivo de medicamentos e afirmou que o cantor estava rodeado de pessoas que o influenciavam negativamente.

Relembre as fases da carreira de Michael Jackson; veja o vídeo:


Leia também:

A carreira de Michael Jackson

Opinião


Leia mais sobre Michael Jackson

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.