Aumenta o número de mortes de índios por suspeita de rotavírus no Acre

Agora, Ministério da Saúde investiga 13 mortes de crianças indígenas no interior do Acre; pelo menos 70 casos foram notificados

Wilson Lima, iG Maranhão |

Reprodução
Distância de 215 km entre Rio Branco e Manoel Urbano
Aumentou para 13 o número de mortes de crianças por suspeita de rotavírus nas comunidades indígenas na região de Santa Rosa dos Purus, no Acre.

Em comunicado oficial, a Secretaria Especial de Saúde Indígena (Sesai), do Ministério da Saúde, afirmou nesta quinta-feira (19) que pelo menos 70 casos foram notificados até o momento entre os municípios Manoel Urbano e Sena Madureira, no interior do Estado.

Doze crianças indígenas morrem com suspeita de rotavírus no Acre

Pelas informações do Ministério da Saúde, as mortes foram de crianças com idade entre um mês e um ano e quatro meses. Elas ocorreram nas aldeias de Novo Repouso, Nova Família, Nova Morada, Nova Fronteira, Cidade Nova, Novo Marinho, Canamarí, Nova Moema, Porto Rico e Nova Vida.

As crianças foram contaminadas, conforme os primeiros dados do Ministério da Saúde, entre os dias 1º e 18 de dezembro. Todas tiveram os mesmos sintomas: febre alta, vômito e diarreia. Até o momento não se tem confirmação laboratorial das causas das mortes. Neste período, ocorreram três mortes.

As demais, segundo informações do Ministério da Saúde, ocorreram após esse período e segundo o Sesai não “é possível afirmar no momento se estão relacionadas”. Todos os casos suspeitos estão concentrados em 20 das 46 aldeias da região.

Em Mato Grosso: Com 35 índios mortos, Mato Grosso decreta situação de emergência

“A região é composta por aproximadamente, 3 mil indígenas. O local é de fronteira e de difícil acesso, sendo acessado somente por avião até o município de Santa Rosa do Purus, sendo que o deslocamento às aldeias é feito por barco”, informou o Ministério da Saúde.

Ainda segundo a pasta, “equipes de saúde do Distrito Sanitário Especial Indígena (DSEI) Alto Rio Purus, em parceria com as secretarias de saúde de Santa Rosa dos Purus e do Estado do Acre, além do Exército na fronteira, estão fazendo busca ativa dos casos em todas as 46 aldeias da região”.

    Leia tudo sobre: índiosmortoscriançasrotavírusacre

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG