BRASÍLIA- O ministro da Justiça, Tarso Genro, disse nesta quinta-feira (27) que o governo deve confirmar nas próximas 48 horas a atuação de homens da Força Nacional no combate aos saques em Santa Catarina. A tropa já foi enviada ao estado na quarta-feira (26) mas com o intuito inicial de apenas auxiliar no resgate às vítimas de deslizamentos de terra e desabamentos provocados pelos fortes temporais dos últimos 90 dias na região.

Tarso afirmou que recebeu ontem (26) uma orientação do presidente Luiz Inácio Lula da Silva para que os homens estejam de prontidão para coibir os roubos e garantir segurança aos comerciantes. Segundo ele, o governador do Estado, Luiz Henrique, já contatou o ministério e, no máximo em dois dias deve confirmar a solicitação. Nossa disponibilidade é total, o presidente nos orientou que ficássemos 24 horas à disposição, afirmou o ministro.

São bombeiros preparados para esse tipo de tragédia e que vão auxiliar as autoridades locais na localização de pessoas nos escombros, ajudando o povo catarinense a sair dessa situação brutal que se encontra em função dessa ocorrência trágica. A outra possibilidade de intervenção nossa [no combate aos saques] depende de um auxílio do governador , disse, ao participar de entrevistas a emissoras de rádio durante o programa Bom Dia, Ministro, nos estúdios da Empresa Brasil de Comunicação (EBC).

Até o momento, a Defesa Civil de Santa Catarina já confirmou 97 mortes, a maioria, por soterramento, além de 19 pessoas desaparecidas. O número de desabrigados e desalojados supera 78,6 mil e dois municípios continuam isolados:  Rio dos Cedros e Garuva, o que representa um total de 22.464 pessoas necessitando de ajuda.


Leia também:

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.