Atriz Farrah Fawcett morre de câncer em Los Angeles

LOS ANGELES ¿ A atriz Farrah Fawcett, famosa por participar do seriado As Panteras e um dos maiores símbolos sexuais da década de 1970, morreu de câncer nesta quinta-feira (25) em um hospital de Los Angeles, aos 62 anos.

Redação com agências |

AP

Farrah Fawcett em foto de 2006, pouco antes de se dedicar ao tratamento do câncer

A imprensa norte-americana havia noticiado no início do dia que Fawcett, internada desde o começo da semana no St. John's Health Center, havia sido encaminhada a uma Unidade de Tratamento Intensivo (UTI) por causa do agravamento de seu quadro clínico nas últimas horas. A família da atriz estaria no centro médico para ficar a seu lado, e até mesmo um padre teria sido chamado.

"Após uma longa e brava batalha contra o câncer, nossa amada Farrah faleceu. Apesar de ser um momento extremamente difícil para sua família e seus amigos, nós nos confortamos com os lindos momentos que passamos com Farrah através dos anos e do conhecimento de que sua vida trouxe alegria para tantas pessoas pelo mundo", disse o ator Ryan O'Neal, seu companheiro há anos, em um comunicado.

AP

Farrah Fawcett no auge da popularidade,
em 1977, ainda no elenco de "As Panteras"

A atriz sofria havia três anos de um câncer anal que se estendeu ao fígado, e por isso decidiu suspender o tratamento. Pouco depois de sua internação esta semana, O'Neal anunciou que os dois iriam se casar. Eles haviam sido casados em 1979, mas a relação terminou nos anos 1990 e só foi retomada recentemente. "Diremos o 'sim' assim que ela puder. Eu costumava pedir o tempo todo que ela se casasse comigo, mas era só uma piada. Nós ríamos sobre isso", declarou O'Neal na ocasião.

Fawcett chegou ao estrelado em 1976, quando assumiu o papel de uma das agentes do trio de combate ao crime da telessérie "As Panteras". Um pôster da atriz usando um maiô vermelho vendeu milhões de cópias poucos meses depois e virou item comum em quartos de adolescentes nos Estados Unidos. Surpreendendo o público, ela deixou o programa depois de apenas uma temporada em busca de reconhecimento em papéis "mais sérios" no cinema, mas nunca conquistou o mesmo sucesso.

Na mesma entrevista em que revelou os planos de casar-se, O'Neal contou que, antes de dar entrada no hospital, Fawcett passava os dias em casa, a maior parte do tempo na cama, por causa dos efeitos do tratamento contra o câncer, e só recebia as visitas de amigos mais íntimos, como Jaclyn Smith e Kate Jackson, suas colegas de elenco de "As Panteras".

Fawcett e O'Neal tiveram um filho juntos, Redmond, de 24 anos, atualmente em reabilitação por violação da liberdade vigiada em um caso de drogas. Pai e filho foram detidos em 17 de setembro, acusados de posse de drogas.

A batalha da atriz contra o câncer foi registrada no documentário "Farrah's Story", exibido na televisão norte-americana no mês passado e visto por cerca de 9 milhões de espectadores. No programa, Fawcett revelou sua intimidade ao mostrar como encarou seu tratamento com remédios para dor e quimioterapia, que fez com que ela tivesse de raspar seus famosos cachos loiros.

Recuperada da doença no início de 2007, um tumor reapareceu meses depois e ela recomeçou o tratamento, viajando para países como a Alemanha em busca de terapias alternativas. "A grande messagem dela para as pessoas é que nunca desistam, não importa o que digam, continue lutando", disse a amiga Alana Stewart.

Leia mais sobre: Farrah Fawcett

    Leia tudo sobre: farrah fawcett

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG