PORTO PRÍNCIPE (Reuters) - A atriz Angelina Jolie visitou na terça-feira vítimas do terremoto no Haiti, na qualidade de embaixadora da boa vontade do Acnur (Alto Comissariado da ONU para Refugiados). Jolie, de 34 anos, viajou a Porto Príncipe depois de visitar crianças haitianas na segunda-feira em um hospital da vizinha República Dominicana.

A serviço do Acnur desde 2001, ela já esteve em numerosas missões da ONU voltadas para a ajuda a refugiados de mais de 20 países.

Em sua passagem pelo Haiti, Jolie deve ir a um hospital e a outros locais que tentam ajudar os centenas de milhares de desabrigados e feridos deixados pelo terremoto de 12 de janeiro, que matou mais de 200 mil pessoas.

Vestindo casaco preto e óculos escuros tipo aviador, a morena acenou para jornalistas ao visitar uma base da ONU perto do aeroporto de Porto Príncipe, antes de ser levada embora em um veículo branco da entidade.

Funcionários do Acnur em Porto Príncipe disseram a jornalistas que a visita dela era "privada".

Em Genebra, um porta-voz do Acnur citou razões de segurança para não dar detalhes sobre o itinerário de Jolie no Haiti, mantendo uma política que vale para outras viagens dos embaixadores da boa vontade.

Na segunda-feira, a atriz visitou um hospital de Santo Domingo onde estão internados dezenas de haitianos, principalmente crianças.

"Ela conversou com várias crianças e com uma haitiana que a reconheceu e lhe pediu ajuda", disse o médico Dario Manon, que acompanhou Jolie na visita ao hospital traumatológico Dario Contreras.

Na noite de segunda-feira, ela foi recebida pelo presidente dominicano, Leonel Fernández, para discutir as necessidades humanitárias imediatas do país vizinho, segundo um porta-voz do governo local, que acrescentou que Fernández a cumprimentou por seu trabalho humanitário a serviço do Acnur.

Jolie e o marido dela, o ator Brad Pitt, fazem parte de uma longa lista de astros do cinema e da música que doaram dinheiro e em alguns casos organizaram eventos benemerentes para o Haiti.

O casal deu 1 milhão de dólares da sua fundação para a entidade Médicos Sem Fronteiras, que também recebeu outro milhão de dólares da atriz Sandra Bullock. O ator Sean Penn visitou o Haiti logo depois do terremoto, enquanto Madonna doou 250 mil dólares por intermédio da entidade Parceiros na Saúde.

(Reportagem de Liza Feria e Jim Loney em Porto Príncipe, Manuel Jimenez em Santo Domingo e Stephanie Nebehay em Genebra)

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.