SÃO PAULO ¿ O ator Mauro Mendonça, 78 anos de idade e 53 de carreira, resolveu reunir suas experiências no teatro, na TV e histórias ao lado da mulher, Rosamaria Murtinho, na biografia assinada pelo jornalista Renato Sérgio Nogueira: Em busca da Perfeição, lançada pela Coleção Aplauso, da Imprensa Oficial.

As 290 páginas foram feitas da seguinte forma: Mauro falava, Renato redigia, os dois olhavam o material e escolhiam o que entrava no livro. Meus pensamentos não foram lineares. Eu vou da infância, aos momentos mais marcantes da carreira, as dificuldades no teatro à minha adolescência em Uberlândia (MG), conta Mauro.

Da adolescência, fotos da época de colégio, em 1949, marcaram presença na obra, principalmente as do time de basquete. Aos 25 anos ele se mudou para o Rio, e enfim, entrou na primeira peça profissional: "Sedutor" (1956), com direção de Eugenio Kusnet. Então passou a emendar trabalhos. Mas eu e a Rosamaria lutamos muito para chegar ao teatro. Escutamos muito não.

Os registros de trabalhos na TV se iniciam com "Dona Flor e Seus Dois Maridos" (1976), com direito a fotos de Sônia Braga e José Wilker, passam por "A Gata Comeu" (1985), "Corações em Conflito" (1963) até a recente "A Favorita" (2008). Dessa coleção de meio século de carreira, o Gonçalo me marcou demais. E não é porque o trabalho é recente: as pessoas nas ruas falam demais dele, conta. Eu vou lembrar sempre da cena do jantar com a Flora (Patrícia Pillar), em que Gonçalo desmascarou a megera.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.