Ato do Dia do Trabalhador Rural reúne 3 mil em Salvador

Cerca de 3 mil trabalhadores rurais baianos de 400 organizações e sindicatos - de acordo com cálculos da Federação dos Trabalhadores na Agricultura no Estado da Bahia (Fetag-BA) - participaram hoje de um ato no Centro Administrativo da Bahia (CAB), em Salvador, como parte das comemorações do Dia Nacional do Trabalhador Rural. A Fetag-BA, organizadora do protesto, entregou ao governo da Bahia uma pauta de reivindicações que lista, entre outras reivindicações, agilidade na liberação do crédito rural, assistência técnica para agricultura, regularização fundiária de terras públicas, construção de casas populares, reforma de moradia no campo, atendimento médico, fornecimento de água e abatimento de impostos estaduais a agricultores familiares.

Agência Estado |

"Acima de tudo, queremos chamar a atenção para a importância do fortalecimento da agricultura familiar no combate à escassez de alimentos, que vem gerando a temida crise alimentar", afirma o presidente da federação, José Antônio da Silva. Segundo avaliação da entidade, cerca de 650 mil famílias vivem do cultivo familiar no Estado e respondem por 70% da produção estadual de alimentos.

A manifestação foi iniciada por uma caminhada, que começou na Assembléia Legislativa e seguiu até a sede da Secretaria da Agricultura, Irrigação e Reforma Agrária (Seagri) do Estado, onde os trabalhadores ficaram concentrados. Os líderes do movimento foram recebidos pelo secretário Geraldo Simões.

"A meta do governo é atender, até 2010, cerca de 320 mil famílias com o serviço de assistência técnica", anunciou Simões. "Estamos ampliando a capacidade de trabalho do órgão, adquirindo equipamentos e veículos, além de renegociando dívidas trabalhistas históricas." Para o presidente da Fetag-BA, a ação foi "um marco" na luta dos trabalhadores rurais na Bahia.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG