Atlético-PR bate Vitória e se afasta da zona de risco

O Atlético-PR conseguiu derrotar o Vitória por 2 a 1, de virada, na noite deste domingo, na Arena da Baixada, em Curitiba, e conseguiu respirar mais tranqüilamente na tentativa de permanecer na Série A do Campeonato Brasileiro em 2009. O jogo foi vencido mais na vontade dos jogadores atleticanos do que na técnica, que também foi prejudicada em razão da chuva que deixou o campo escorregadio.

Agência Estado |

Com os 41 pontos, o time passou para a 14ª colocação. O Vitória terminou na 11ª colocação, com 45 pontos, e ainda tenta somar pontos para garantir presença na Copa Sul-Americana.

A necessidade de se afastar da zona de rebaixamento e o apoio maciço da torcida levaram os jogadores atleticanos a tomar a iniciativa do jogo. Oportunidades de gol foram criadas, mas a falta de tranqüilidade não permitia conclusões mais precisas. Somente a partir dos 25 minutos, o Vitória conseguiu acertar o sistema de marcação e passou a dificultar as chegadas ao ataque do time atleticano.

Os jogadores visitantes também passaram a procurar com mais insistência o ataque e, na primeira bola chutada em direção ao gol, o placar foi aberto. Aos 32 minutos, aproveitando-se do campo molhado, Robert chutou forte e rasteiro. "Foi bobeira, falta de comunicação", disse o zagueiro Rhodolfo.

O gol desestruturou o time atleticano, que passou a errar muitos passes. Mas foi por pouco tempo. Aos 41 minutos, Rafael Moura mandou a bola para a rede escorando a cobrança de um escanteio. "Numa bobeira acabamos cedendo o empate", lamentou o técnico Vagner Mancini.

Apesar dos pedidos para que o Atlético tivesse tranqüilidade, feitos pelo técnico Geninho, os jogadores voltaram para o segundo tempo tentando fazer as ligações longas. Nem mesmo a expulsão do atacante Robert, aos 8 minutos, foi capaz de dar a calma necessária para que os jogadores atleticanos organizassem as jogadas.

Por isso, aos 22 minutos, Alan Bahia resolveu fazer a jogada individual partindo para cima do zagueiro e chutando cruzado da entrada da área, desempatando a partida. Nos minutos finais, o Atlético deu espaço e o Vitória pressionou bastante, mas sem dar trabalho ao goleiro Galatto.

Ficha Técnica:

Atlético-PR 2 x 1 Vitória

Atlético-PR - Galatto; Rhodolfo, Antônio Carlos e Chico (Geilson); Zé Antônio, Valencia, Alan Bahia (Gustavo Araújo), Ferreira e Netinho; Rafael Moura e Júlio César (Fernando). Técnico - Geninho.

Vitória - Gléguer; Tiago Gomes, Marcelo Batatais, Victor Ramos e Marco Aurélio Renan (Muriqui), Wallace, Jackson (Adriano) e Daniel (Willians); Leandro Domingues e Robert. Técnico - Vagner Mancini.

Juiz - Ricardo Marques Ribeiro (MG).

Gols - Robert aos 32 e Rafael Moura aos 41 minutos do primeiro tempo; Alan Bahia aos 22 do segundo tempo.

Cartão amarelo - Tiago Gomes, Victor Ramos, Leandro Domingues, Marco Aurélio (Vitória), Chico (Atlético).

Cartão vermelho - Robert (Vitória)

Renda - R$ 269.212,50

Público - 17.921 pagantes

Local - Arena da Baixada, em Curitiba.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG