Uma organização de defesa dos animais denunciou as corridas de touros nesta quinta-feira em frente ao Parlamento Europeu em Bruxelas, com um protesto original de cerca de 30 pessoas seminuas.

Preparada pela organização "Gente pelo Tratamento Ético dos Animais" (Peta, na sigla em inglês), a manifestação tentou chamar a atenção para o "sofrimento e a morte dos touros em festas populares".

"Coloque-se na pele do touro. Abolição das corridas de touros", diziam os cartazes dos manifestantes, que apareceram deitados no chão, fingindo estarem cheios de sangue e com bandeiras coladas nas costas.

As touradas, e a suposta permissividade da União Européia (UE) diante desta prática popular, é tema de debate entre europeus há muito tempo.

Em junho passado, toureiros como o colombiano César Rincón e o espanhol Enrique Ponce saíram em defesa da prática no Parlamento europeu.

Pouco antes, na Espanha, a cantora espanhola nascida no México Alaska apareceu numa campanha contra as touradas com uma foto dela nua com três bandeiras coladas nas costas.

mar/lm

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.