Atividade física pode agir no controle da saciedade, diz estudo

Um estudo apresentado na 24ª Reunião Anual da Federação das Sociedades de Biologia Experimental (Fesbe), realizada em Águas de Lindoia, no interior paulista, na semana passada, apontou que a atividade física é capaz de restaurar a sensibilidade dos neurônios envolvidos no controle da saciedade, o que pode contribuir para a redução da ingestão alimentar e, consequentemente, do peso corporal. As informações são da Agência da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (Fapesp).

Agência Estado |

A pesquisa apresentou evidências que mamíferos obesos possuem falhas na transmissão de sinais em neurônios que controlam a saciedade - o que pode acarretar na prevalência da obesidade. Isso sugere que nem só o gasto energético decorrente do exercício físico provocaria a diminuição do peso: também haveria influência da sensibilidade nos neurônios nessa questão. O estudo foi apresentado por Eduardo Rochete Ropelle, pesquisador da Faculdade de Ciências Médicas da Universidade de Campinas (Unicamp) e do Instituto de Obesidade e Diabetes.

O trabalho do pesquisador envolve dados sobre o comportamento de determinados hormônios, como a insulina e a leptina, sobre o cérebro. Para Ropelle, há diversas evidências que indicam que dietas ricas em ácidos graxos saturados causam falhas na transmissão de alguns desses hormônios no sistema nervoso central, que é considerado a “caixa preta” do controle energético.

AE

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG