Atitudes fundamentais no tratamento e na prevenção do câncer

Atitudes fundamentais no tratamento e na prevenção do câncer Por Ricardo Antunes* São Paulo, 23 (AE) - Até o final da década de 80, alguns médicos se preocupavam apenas com a sobrevivência dos pacientes com câncer, mas hoje o foco do tratamento é bem mais amplo. Considerado a terceira maior causa de mortes entre os brasileiros, o câncer tem um tratamento atual que inclui a qualidade de vida que o paciente terá durante e após o tratamento oncológico.

Agência Estado |

Hoje, o câncer pode ser tratado como uma doença crônica (como diabetes e hipertensão) e a qualidade de vida e a sobrevida passaram a ter destaque no tratamento. A qualidade de vida é definida pela Organização Mundial de Saúde como "a percepção do indivíduo de sua posição na vida, no contexto da cultura e sistema de valores nos quais ele vive e em relação aos seus objetivos, expectativas, padrões e preocupações". Ela não é apenas uma sensação de bem-estar, e sim a qualidade do estado de saúde, que pode ser percebida e definida de maneira diferente pelos pacientes em uma mesma situação biomédica.


O câncer é capaz de alterá-la significativamente através da manifestação de diversas alterações motoras, somáticas, sociais, cognitivas, de humor, dentre outras. O ideal é buscar alternativas para que o paciente mantenha o equilíbrio entre corpo, mente e espírito.

Dr. Ricardo Antunes - Cirurgião Cancerologista do Instituto Paulista de Cancerologia -
www.ipc-cancerologia.com.br

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG