Atingidos por barragens ocupam secretaria no CE

Integrantes do Movimento dos Atingidos por Barragens (MAB) ocuparam hoje a sede da Secretaria do Desenvolvimento Agrário (SDA) do Ceará. A ação integra a Jornada Nacional de Lutas desencadeada esta semana e que já ocorreu em 13 Estados brasileiros.

Agência Estado |

No Ceará, ela se soma a outras ações desenvolvidas pelo Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST): desde ontem, eles estão acampados na sede do Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (Incra) e em agências no interior do Banco do Nordeste.

A ocupação da SDA começou ainda pela madrugada. São 600 manifestantes que se dizem atingidos pelas barragens de Acauã e Aracoiaba, no vale do Rio Jaguaribe, e pela barragem Aracoiaba, no Maciço de Baturité. Os funcionários da secretaria foram impedidos de entrar para o expediente de trabalho.

De acordo com Josivaldo Alves de Oliveira, coordenador do MAB no Estado, os manifestantes reivindicam o perdão da dívida dos pequenos agricultores, terra para assentamento dos filhos dos atingidos por barragens, assistência técnica para reassentamentos e acesso a água. O Movimento também quer uma reunião com o Departamento Nacional de Obras contra a Seca (Dnocs), Incra, DAS e Secretaria de Recursos Hídricos. "Política social e ambiental de reparação deve ser vista como investimento público e de responsabilidade do Estado, por isso estamos aqui", afirmou.

Segundo o MAB, a Jornada Nacional de Lutas prossegue até sexta-feira, quando deverão acontecer passeatas em todo o País contra a crise mundial e as demissões. Manifesto de diversas entidades cobra emprego e melhores salários, redução da jornada de trabalho sem perda nos vencimentos, além de rapidez na reforma agrária.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG