Assembléias atrasam saída dos ônibus em São Paulo

SÃO PAULO - Os cerca de 7,4 mil ônibus municipais que atendem os paulistanos deixaram suas respectivas garagens atrasados nesta quarta-feira. Segundo Jorge Isao Hosogi, o Jorginho, presidente do Sindicato dos Motoristas e Trabalhadores em Transporte Rodoviário Urbano de São Paulo, o atraso é devido a assembléias nas portas das garagens.

Redação com Agência Estado |

Longas filas se formaram nos pontos a partir das 4 horas, com o atraso da saída dos ônibus das garagens, o que começou a ocorrer por volta das 6 horas.

Nas principais avenidas da zona sul, muita gente aguardava nos pontos e, no início da manhã, o tráfego dos ônibus começou a se normalizar. Cerca de 3 milhões de pessoas são transportados pelos ônibus em São Paulo.

Por meio de um comunicado, será passado um parecer à categoria sobre o andamento das negociações salariais com os donos das empresas de ônibus. A data-base da categoria é dia 1º de maio. Motoristas e cobradores reivindicam reajuste de 5,5% além de 5% de aumento real.

A categoria já apresentou a lista de reivindicações, mas ainda não recebeu a contraproposta. "Nós já havíamos marcado duas reuniões com as empresas, mas até agora elas não se reuniram com os trabalhadores", ressalta Hosogi.

Leia mais sobre: ônibus

    Leia tudo sobre: ônibus

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG