Assembléia do RS aprova aumento de 143% para Yeda

A Assembléia Legislativa do Rio Grande do Sul aprovou um aumento de 143% para os vencimentos mensais da governadora Yeda Crusius (PSDB), que passam de R$ 7,1 mil para R$ 17,3 mil. Os deputados também concederam reajuste de 88% para o vice-governador Paulo Feijó e os secretários, dos atuais R$ 6,1 mil para R$ 11,5 mil mensais.

Agência Estado |

O projeto, apresentado pela mesa diretora da casa, foi votado hoje e contou com o apoio de 35 dos 55 deputados.

Apenas Paulo Azeredo e Gilmar Sossela, do PDT, votaram contra. As bancadas do PT e do PC do B se abstiveram. O deputado Ivar Pavan (PT), considerou o projeto inoportuno, por não apresentar uma política salarial para todo o funcionalismo. Ele lembrou, ainda, que no momento em que os deputados apreciavam o benefício para Yeda, a governadora estava em Brasília buscando apoio parlamentar para reverter a lei que criou o piso salarial dos professores, sob a alegação de que o Estado não pode arcar com novas despesas. O líder do governo, Pedro Westphalen (PP), afirmou que a atualização era necessária para tornar os vencimentos mais compatíveis com a responsabilidade dos cargos.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG