Assembléia de São Paulo gastará R$ 7,9 milhões em 164 carros

SÃO PAULO - Às vésperas de encerrar o ano, a Assembléia Legislativa de São Paulo decidiu renovar, em uma compra de R$ 9,7 milhões, o painel eletrônico de votação e toda a frota de carros de uso de deputados e funcionários.

Agência Estado |

O maior gasto será com 145 veículos modelo Corolla 1. 8 Flex, da Toyota: R$ 7,2 milhões, ou R$ 49.900 cada. Eles vão substituir os atuais 120 Astra Sedan e 14 Bora, comprados em 2005. Outros 11 veículos novos vão se juntar aos carros reservas da Casa. A compra foi concluída no dia 11 e, segundo o Legislativo paulista, ficou R$ 1,6 milhão mais barata do que o previsto inicialmente - R$ 8,8 milhões.

A previsão é de que, ao fim do recesso, em fevereiro, os novos veículos estejam à disposição dos deputados e de departamentos como a presidência, as duas vice-presidências e as quatro secretarias da Mesa Diretora.

Na sexta-feira, mais uma compra foi realizada. Desta vez, foram adquiridos 19 veículos - 12 Peugeot 207, 5 peruas Parati e 2 Kombis - ao custo de R$ 719 mil, totalizando R$ 7,9 milhões em 164 carros novos. Esses carros serão para uso da área administrativa, da TV Assembléia e do ambulatório médico.

O novo painel, adquirido uma semana antes em um pregão vencido pela empresa Barco Ltda., custará aos cofres estaduais R$ 1,8 milhão. Ele vai substituir o atual equipamento, que completou 13 anos de uso - instalado em 1995, é o primeiro painel eletrônico da Assembléia.

O gasto total de R$ 9,7 milhões é equivalente à folha de salário de seis meses dos 94 deputados, cujo contracheque é de R$ 14.634,06. No caso dos carros, a presidência da Assembléia alegou que os atuais veículos, por conta da idade, estão gastando muito combustível e sua substituição se reverterá em economia para a Casa.

Leia mais sobre: Assembléia Legislativa

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG