As unhas podem dizer muito sobre a nossa saúde

As unhas podem dizer muito sobre a nossa saúde Por Marcela Rodrigues Silva São Paulo, 15 (AE) - A unha saudável é rosada, forte, sem manchas e tem crescimento normal - em média, 0,03 milímetros por mês. As unhas dizem muito sobre nossa saúde, mas infelizmente a maioria das pessoas só lhes dá atenção quando a estética incomoda, alerta a dermatologista Robertha Nakamura, coordenadora do Centro de Estudo das Unhas (CEU) da Santa Casa do Rio de Janeiro.

Agência Estado |

Uma coloração diferente na unha, assegura a médica, pode ser o reflexo de alguma doença.

Imperfeições na coloração, na espessura e no formato da unha podem ser consequências do contato com agentes externos, sobretudo produtos químicos, mas também podem indicar doenças sistêmicas - aquelas que afetam vários órgãos do corpo, como fígado, coração, rins, pulmão e a glândula tireoide.


O primeiro passo ao notar uma alteração é procurar orientação médica. "Mas sem desespero", aconselha o dermatologista Emerson Vasconcelos, membro da Sociedade Brasileira de Dermatologia (SBD). "Nem sempre vai significar alguma doença. Somente um médico dermatologista pode traduzir a alteração e, assim, encaminhar o paciente, se for necessário, para outro especialista", explica.

ESMALTES - Dosar o uso de esmaltes, sobretudo os escuros, facilita a análise das unhas no dia a dia. "Quem retira o esmalte e aplica outro em seguida não tem tempo de observar bem o aspecto que está por baixo da coloração", alerta Vasconcelos.


Deficiências alimentares são as principais responsáveis pelo enfraquecimento das unhas. "Muitas doenças que se refletem nas unhas estão ligadas ao sistema nutricional", afirma a nutróloga Daniela Jobst, do Centro Brasileiro de Nutrição Funcional."Fortalecer o organismo é importante e, por isso, devemos ingerir regularmente fontes de enxofre, como o alho; zinco, presente no açafrão e no gengibre; ômega 3, disponível no salmão e na linhaça; além de castanhas e cereais integrais", recomenda a especialista.

BOXE

CONHEÇA ALGUNS DOS PROBLEMAS MAIS COMUNS

- Baqueta de tambor ou vidro de relógio - Tem a espessura arredondada e se assemelha aos objetos que lhe dão o nome popular. Pode indicar problemas pulmonares crônicos, doenças circulatórias e falta de oxigenação.

- Unhas amarelas - Pode ser sinal de anemia ou de problemas pulmonares e nos vasos linfáticos.

- Unha patela - A meia-lua tem forma triangular. Pode indicar problema nos ossos.

- Unha de Terry - A unha fica toda branca. Pode indicar doenças relacionadas ao fígado.

- Manchas pretas - Pode sinalizar um melanoma ungueal. "Este câncer tem alto índice de mortalidade, apesar de não ser comum. Se não tratado, leva à amputação do dedo ou à morte", diz Robertha Nakamura, do CEU.

- Unhas quebradiças - Bastante comum, sugere deficiência alimentar, desidratação das unhas ou hipotireoidismo. "Para hidratá-las, use óleos. Os cremes não adiantam", aconselha Vasconcelos, da SBD.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG