Árvores causam 300 cortes de luz por dia em SP

A chuva de anteontem deixou os moradores do City América, na zona oeste da capital paulista, por mais de 24 horas sem luz. Motivo: a queda de árvores nas proximidades.

Agência Estado |

E o número de quedas de árvores aumentou seis vezes nos últimos quatro anos em São Paulo, considerando apenas os meses de janeiro: os casos registrados pela Prefeitura pularam de 7, em janeiro de 2006, para 50, no mês passado. O resultado são 300 cortes de luz por dia neste verão.

O crescimento na queda de árvores se deve à combinação de chuvas e ventos fortes com falta de manutenção. Segundo a empresa Climatempo, a média histórica de chuvas para janeiro é de 253,9 milímetros - em 2009, chegou-se a 352,6 mm. Já as rajadas de vento podem atingir 80km/h. Além da demora para fazer a manutenção das árvores, especialistas como o biólogo e professor da USP Gregorio Ceccantini criticam a forma como esse trabalho é realizado. Segundo ele, na maior parte das vezes ocorre fora de hora, com equipamentos inadequados.

A Secretaria de Coordenação das Subprefeituras afirma que o número de podas feitas por conta própria aumentou de 22 mil para 88 mil nos últimos três anos. E as quedas de árvores caíram no geral. Foram 173 quedas em todo o ano de 2008, ante 261 em 2006. Com relação à demora, a pasta diz que a atual gestão encontrou quantidade muito grande de solicitações e vem ampliando as equipes. A respeito da poda incorreta, disse que, assim que a demanda acumulada for resolvida, a poda passará a ser periódica e rápida. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG