O artista plástico norte-americano Robert Rauschenberg, ícone da arte moderna contemporânea, morreu na noite de ontem (12), aos 82 anos, em sua casa, em Captiva Island, Flórida. Internado recentemente com pneumonia, ele optou por deixar o hospital na semana passada e ficar próximo da família, embora respirasse com auxílio de aparelhos.

Um dos principais nomes da vanguarda nos Estados Unidos na década de 1950, Rauschenberg, natural do Texas, foi um dos precursores da Pop Art. Apesar disso, ficou conhecido por transitar com desenvoltura por diversos gêneros artísticos, do expressionismo ao dadaísmo, sempre com ênfase na arte conceitual.

Baseado grande parte de sua vida em Nova Iorque, depois de trabalhar com objetos começou a experimentar, a partir dos anos 1960, com a serigrafia, quando recebeu reconhecimento internacional.

Rauschenberg teve um acidente vascular cerebral (AVC) em 2002, que paralisou metade de seu corpo, mas havia voltado a trabalhar. Muito popular na América do Norte, ganhou fama nos últimos anos de sua vida pela militância em causas humanitárias, em especial em pesquisas sobre o vírus HIV.

Leia mais sobre: Robert Rauschenberg

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.