Artista plástico Athos Bulcão morre em Brasília

BRASÍLIA ¿ O artista plástico Athos Bulcão morreu às 9h25 desta quinta-feira, aos 90 anos, no Hospital Sarah Kubitschek, em Brasília. Vítima de uma parada respiratória, ele estava internado sob cuidados médicos há mais de dois anos, em razão das fragilidades decorrentes do mal de Parkinson.

Redação |

Artista símbolo de Brasília, Bulcão tem várias de suas obras espalhadas pela cidade. Nascido no bairro do Catete, Rio de Janeiro, aos 21 anos abandonou o curso de Medicina para se dedicar às artes. Foi assistente de Portinari e amigo de uma geração ilustre da cultura brasileira ¿ Carlos Scliar, Burle Marx, Jorge Amado, Manuel Bandeira e Vinicius de Moraes são apenas alguns deles.

Athos Bulcão em frente à Igrejinha de N.S. de Fátima, Brasília / Divulgação

A convite de Oscar Niemeyer, começou em 1957 a colaborar nos projetos de Brasília, se mudando para a cidade no ano seguinte. Entre os trabalhos que podem ser vistos pelas ruas e prédios da capital federal, estão os azulejos da Igrejinha de N.S. de Fátima, um painel no Brasília Palace Hotel e a pintura do teto da Capela do Palácio da Alvorada, assim como outros espalhados pelo Congresso, Câmara e Universidade de Brasília (UnB).

Para comemorar o 90º aniversário do artista e homenageá-lo ainda em vida, a Fundação Athos Bulcão, em parceria com a Fundação Assis Chateaubriand, inaugurou no dia 02 de julho a exposição "Athos 90 ¿ Vida, arte e movimento", com várias de suas obras. A mostra segue em cartaz em Brasília.

Leia mais sobre: Athos Bulcão

    Leia tudo sobre: artes plásticas

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG