Londres, 7 set (EFE).- O britânico Damien Hirst, o artista vivo mais cotado no mercado internacional, tem tantas casas que já perdeu a conta, afirma o gerente comercial dele, Frank Dunphy, em entrevista ao jornal The Sunday Times.

Hirst, conhecido por seus tubarões em formol e sua caveira cravejada de diamantes, é "o artista que mais dólares ganhou na história da arte" e sua fortuna está avaliada "US$ 1 bilhão", conta Dunphy.

O artista concentrou grande parte de seus investimentos no mercado imobiliário, mas tem tantas propriedades que não sabe mais nem quantas são.

Segundo o gerente comercial, o número oscilaria entre 30 e 40, e, entre elas, destaca uma mansão campestre em Gloucestershire (oeste inglês) e duas casas de estilo georgiano no seleto bairro londrino de Mayfair.

Se estiverem exatos, esses números colocariam Hirst, de 43 anos, no ranking das 150 pessoas mais ricas do Reino Unido: sua fortuna seria mais de duas vezes superior à de Mick Jagger ou Elton John, e estaria à par com a da autora da saga de Harry Potter, J. K.

Rowling. EFE ep/an

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.