Publicidade
Publicidade - Super banner
Brasil
enhanced by Google
 

Arte botânica inspira estilista capixaba no Fashion Rio

A tarde de hoje na Marina da Glória foi aberta por duas jovens estilistas. Em seu segundo desfile no Fashion Rio, a capixaba Giulia Borges apresentou vestidinhos floridos, cheios de babados e laços, e jardineiras em algodão, cetim de seda e organza.

Agência Estado |

A inspiração foi a artista botânica inglesa Margaret Mee, cujas imagens são recorrentes no mundo da moda. "Esta coleção está ligada a um momento muito pessoal. Eu me mudei para o Jardim Botânico e surgiu a vontade de fazer uma coleção muito romântica, pensando na Margaret Mee", explicou Giulia.

Sua passarela foi repleta de modelos delicados, em tons claros de lilás, verde e rosa, e com estampas de bromélias, orquídeas e que tais. O verão de Giulia tem espaço para calças clochard e camisaria masculina. Mas as aplicações de plumas em algumas peças pareceram estranhas para a coleção da estação mais quente do ano. Nos pés, sapatos bonecas de salto alto em forma de gatinho nas mais diversas cores.

Já Daniela Conolly, que participou por quatro anos do Rio Moda Hype ("categoria" que dá visibilidade a estilistas que estão começando), trouxe para sua coleção modelos saídos do filme "Gangues de Nova York". De origem irlandesa, como parte dos personagens do longa de Martin Scorsese, ela criou, a partir das fortes imagens cinematográficas, coletes, shortinhos curtos, usados com suspensórios, calças de cintura alta e camisetas com cara de antiguinhas, cheias de paetês.

A feminilidade foi ressaltada por lacinhos aqui e acolá e ursinhos nos arcos para cabeças. As estrelas da bandeira norte-americana e até o Tio Sam, símbolo dos Estados Unidos, apareceram na passarela, em estampas. "São peças divertidas, com bastante mistura", diz Daniela, que fechou o desfile com a mão em sua barriga de grávida.

Leia tudo sobre: fashion rio

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG