O governador do Distrito Federal, José Roberto Arruda (ex-DEM), faz nesta tarde a primeira reunião com seu secretariado após a divulgação pela Polícia Federal das denúncias sobre o esquema de distribuição de propina na chamada Operação Caixa de Pandora. Dos 18 secretário do governo, pelo menos 15 foram substituídos após o surgimento das denúncias de um suposto mensalão no DF.

Parte deles são acusados de envolvimento direto no esquema de propina. Outros, porém, tiveram de se afastar em função da decisão de alguns partidos de abandonar a base do governo Arruda.

A reunião será no Centro Administrativo de Taguatinga, o Buritinga, local onde funciona a sede do governo do DF desde o início da administração do governador.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.