Tamanho do texto

O governador do Distrito Federal, José Roberto Arruda (DEM), afirmou esta tarde que não deixará o cargo, apesar das denúncias de um suposto esquema de corrupção. Estamos firmes, vamos até o fim, disse, após ler um pronunciamento de sete minutos.

Ele tentou desqualificar as denúncias feitas contra ele, alegando que pode ter havido montagem nas fitas de vídeos gravadas, e se defendeu das acusações de recebimento de pagamentos irregulares de Durval Barbosa, seu ex-secretário de Relações Institucionais. Arruda acusa Durval Barbosa de ter feito os ataques por ter tido interesses contrariados.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.