Arranha-céu em São Paulo vai abrir, após 15 anos

Após 15 anos de idas e vindas, o espigão da Rua Tucumã, no Jardim Paulista, zona oeste de São Paulo, deve ser finalmente inaugurado. Todas as adequações determinadas pela Justiça em 2004 foram cumpridas e a expectativa da incorporadora é de que os 15 apartamentos de luxo, avaliados em mais de R$ 7 milhões, sejam entregues em dois meses.

Agência Estado |

Antes disso, porém, os proprietários terão de aguardar manifestação da 5ª Vara da Fazenda Pública da capital sobre a legalidade da incorporação de um terreno vizinho ao edifício, adquirido para evitar a demolição da lateral direita dos últimos cinco andares.

O perito judicial e os dois técnicos da Prefeitura designados para acompanhar a execução da sentença aprovaram o anexo de 300 m². “Estudei o pedido e vi que não havia problema, mesmo porque a construtora tomou o cuidado de fracionar o terreno entre os proprietários dos apartamentos, como manda a lei”, disse o arquiteto Luiz Paulo Gião de Campos, perito do Tribunal de Justiça (TJ-SP). “Até agora, todas as exigências foram cumpridas integralmente.” O processo está na mesa do juiz Rômulo Russo Júnior, a quem caberá a decisão final.

No ano passado, antes de começar a demolição da lateral direita do edifício, a construtora percebeu que seria mais barato comprar o prédio vizinho ao Villa Europa do que destruir e reerguer as paredes dos últimos cinco andares. “Não há nada de errado nisso. Se o problema era criar o recuo, está resolvido”, defende o advogado Augusto Azambuja, da Construtora Moraes Sampaio. “Não há em São Paulo prédio mais fiscalizado do que ele.” As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG