rebatizada de A H1N1 pela Organização Mundial de Saúde)." / rebatizada de A H1N1 pela Organização Mundial de Saúde)." /

Argentina libera navio brasileiro de quarentena

SÃO PAULO - A autoridade sanitária argentina liberou nesta quarta-feira o navio brasileiro Livramento da quarentena. A embarcação, de propriedade da Transpetro, estava parada no Porto de San Lorenzo desde sábado, quando um de seus 27 tripulantes foi diagnosticado com gripe suína (http://ultimosegundo.ig.com.br/mundo/2009/04/30/oms+decide+mudar+nome+da+gripe+suina+5867916.htmlrebatizada de A H1N1 pela Organização Mundial de Saúde).

Redação com Agência Estado |

De acordo com a Transpetro, o tripulante infectado segue internado em um hospital de referência em Rosário, na Argentina. A febre regrediu e o estado de saúde do infectado evolui satisfatoriamente, segundo a equipe do hospital.

Medicados preventivamente com antivirais, as demais pessoas a bordo não apresentaram sintomas de gripe durante o período de quarentena. A rotina de trabalho dentro da embarcação não foi alterada, já que eles não apresentaram problemas de saúde.

Liberado para retomar as operações normais, o navio seguirá para Tramandaí, no Rio Grande do Sul, e, em seguida, para o Nordeste brasileiro.

O Ministério da Saúde informou nesta terça-feira que 94 novos casos de infecção por gripe suína foram confirmados no País. Com os novos casos, o total acumulado de confirmados no Brasil chega a 334. O ministério recomenda  evitar viajar para o Chile, Argentina e países da América do Sul por causa do risco de contágio da doença. 

(AP Photo/David Phillip)
Mais de cem países têm casos confirmados e divulgados da doença

A doença no mundo

De acordo com informações dos governos e da Organização Mundial de Saúde (OMS), até o momento mais de 100 países têm casos confirmados e divulgados da doença.

Do total de países, 35 têm casos autóctones: na Europa (Áustria, Bélgica, Dinamarca, Estônia, França, Alemanha, Hungria, Islândia, Irlanda, Itália, Holanda, Noruega, Polônia, Portugal, Romênia, Eslováquia, Espanha, Suécia, Suíça e Reino Unido); nas Américas (Argentina, Brasil, Chile, Colômbia, Costa Rica, Equador, Estados Unidos, Guatemala, México, Panamá, Peru e Uruguai); na Ásia (Japão); África (Egito) e na Oceania (Austrália).

Segundo a OMS, Estados Unidos, México, Canadá, Austrália, Chile e Argentina são considerados os países com transmissão sustentada.

(Com informações do jornal "O Estado de S. Paulo")

Veja também:

Leia mais sobre: gripe suína

    Leia tudo sobre: doenças de invernogripe suínanavio

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG