Apuração do voo 447 está em nova fase, diz França

O novo chefe do Escritório de Investigações e Análises para a Aviação Civil (BEA, na sigla em francês), Jean-Paul Troadec, afirmou hoje que a apuração do acidente com o Airbus 330 da Air France entrou neste mês em nova fase. A aeronave partiu no dia 31 de maio do Rio de Janeiro com destino a Paris e caiu no Oceano Atlântico, matando todas as 228 pessoas a bordo.

Agência Estado |

Ele disse que o BEA trabalha agora junto com especialistas para ter uma ideia mais precisa da provável localização dos destroços no Oceano Atlântico. Depois, o escritório pretende lançar uma busca com equipamentos especializados e robôs, para ainda tentar resgatar dados sobre as conversas entre os pilotos e os registros do voo. Troadec estimou que o custo desse terceiro estágio será de entre 10 milhões e 20 milhões de euros. A despesa vai ser coberta com uma verba extra do governo francês e também em parte com uma contribuição da fabricante de aviões Airbus.

O BEA já informou que pode levar pelo menos um ano e meio até a divulgação do relatório final sobre a queda do avião. Troadec disse que o órgão divulgará um segundo relatório parcial sobre o caso no meio de dezembro. As informações são da Dow Jones.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG