Apreensão de matéria-prima do crack cresce mais de 250% no País

A Polícia Federal apreendeu no Brasil, em 2009, 250% a mais de pasta base do que no ano de 2008. Foram 1,4 tonelada contra 412 kg. Para a PF, as apreensões podem apontar para uma nova tendência do tráfico no País, já que a pasta base é usada na fabricação da cocaína e do crack.

iG São Paulo |

Conforme o relatório da PF, o Pará foi, disparado, o Estado onde mais se encontrou a matéria-prima do crack. Foram apreendidos 825 quilos. Em seguida, está o Espírito Santo, com 214 kg, e o Maranhão, com 113 kg.

A apreensão de crack já pronto também teve um aumento significativo em 2009, com crescimento de 37%, e chegou aos 513 kg. Somente em São Paulo foram encontrados 126 kg. O Estado ficou atrás apenas do Paraná, onde policiais apreenderam 153 kg.

Já o confisco de cocaína teve leve queda, de 19,7 toneladas, em 2008, para 18,8 toneladas, em 2009.

Drogas sintéticas

O relatório da Polícia Federal mostrou uma diminuição considerável na apreensão de drogas sintéticas. Em 2008, policiais encontraram 93,1 mil pontos de LSD. Em 2009, foram somente 12,7 mil.

A apreensão de ecstasy também despencou de um ano para o outro no Brasil. Foram 132,6 mil comprimidos em 2008, e 28,2 mil, em 2009. O Pará novamente ficou com a liderança do ranking, com 14,1 mil; seguido por Minas Gerais, com 10,1; e São Paulo, com 3,9 mil.

Maconha

Outro dado que se destaca no balanço divulgado pela PF foi a queda drástica na apreensão de mudas de maconha. Em 2009, foram encontrados 37,4 mil pés. Já em 2008 este número chegou a 1,3 milhão.

Leia mais sobre: apreensão de drogas

    Leia tudo sobre: apreensãodrogas

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG