Apreensão de crack na Dutra dispara

As apreensões de crack aumentaram 578,9% e de cocaína 128,2% nas estradas federais que cortam São Paulo, de janeiro a julho deste ano, na comparação com o mesmo período de 2007. Segundo a Polícia Rodoviária Federal (PRF), quase a totalidade das drogas foi apreendida no trecho paulista da Via Dutra, sentido São Paulo-Rio, usado pela facção criminosa Primeiro Comando da Capital (PCC) para abastecer áreas controladas pelo Comando Vermelho (CV).

Agência Estado |

De janeiro a julho deste ano, policiais rodoviários federais apreenderam 25,8 quilos de crack nas estradas federais de São Paulo. Isso representa aumento de 578,9% em relação aos 3,8 quilos recolhidos de janeiro a julho de 2007. As apreensões de cocaína subiram 128,2%. Foram encontrados 192,4 quilos da droga de janeiro a julho de 2008, ante 84,3 quilos no mesmo período do ano anterior. Já as apreensões de maconha caíram 51,5% - foram 189,3 quilos, ante 390,4 quilos.

Apesar do aumento significativo, o ex-secretário nacional Antidrogas Walter Maierovitch faz uma ressalva: historicamente, a polícia apreende apenas de 3% a 5% de entorpecentes em circulação no mercado. "Esse índice é mundial", disse o juiz aposentado. "O número de apreensões é pequeno, mas a movimentação financeira é altíssima. Atinge US$ 400 bilhões por ano", estima. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG