Apreendido revólver usado na morte de recepcionista

SÃO PAULO - A arma utilizada no assassinato da recepcionista Marina Sanchez Garnero, de 23 anos, funcionária da academia Oxigênio, na Lapa, zona oeste da capital paulista, assim como o responsável por alugá-la ao autor do crime, estão em poder da polícia.

Agência Estado |

Segundo a polícia, Bruno Wittmann Alves foi quem alugou o revólver calibre 38, de numeração raspada, ao motoboy Marcelo Travitzki Barbosa, 29 anos.

Após matar a ex-namorada dentro da academia, Marcelo teria devolvido a arma, que foi deixada novamente na residência de Bruno, no bairro de Perdizes.

Detido na região central de São Paulo, na esquina da Rua Santa Ifigênia com a Avenida Ipiranga, o acusado confessou o crime e levou os policiais até o imóvel do amigo, onde foram apreendidas a arma e munição, segundo a polícia. Também detido, Bruno foi indiciado por porte ilegal de arma.

Leia mais sobre: morte

    Leia tudo sobre: morte

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG