Publicidade
Publicidade - Super banner
Brasil
enhanced by Google
 

Appy: se todos quiserem ganhar, reforma não caminhará

O secretário de Política Econômica do Ministério da Fazenda, Bernard Appy, alertou hoje, em palestra na Marcha dos Prefeitos em Brasília, que se todos os envolvidos na discussão da reforma tributária quiserem ganhar o máximo, o projeto não vai caminhar e todos vão perder. Ele destacou que, na proposta apresentada pelo governo, Estados e Municípios ganham e a União arca com todos os prejuízos.

Agência Estado |

Appy reafirmou que o fato de a economia estar em período de crescimento facilita a aprovação do projeto. Além disso, ele voltou a afirmar que a implementação da reforma pode gerar um aumento de 11% a 12% no Produto Interno Bruto brasileiro, sendo que a maior parte desse efeito em um período de 20 anos. "A reforma tributária tem um impacto muito positivo sobre o crescimento, o que vai gerar, também, maior receita tributária", afirmou Appy, reforçando que os municípios serão beneficiados com maiores receitas.

O deputado Sandro Mabel (PL-GO), que disputa com o ex-ministro da Fazenda e deputado Antonio Palocci a relatoria da reforma tributária, na Comissão especial da Câmara, participou do encontro de prefeitos com Appy. Mabel, que chegou a ser chamado pelo apresentador da reunião de relator da reforma, concordou com o Appy que o crescimento torna mais oportuna a reforma tributária e destacou que o longo período de transição ajuda a viabilizar a aprovação do projeto. Mabel também advertiu que é preciso tomar cuidado para não se radicalizar e as partes acabarem inviabilizando a votação do projeto de reforma.

Leia tudo sobre: iG

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG