Por Bob Tourtellotte CANNES (Reuters) - Depois de se casar e ter filhos, Gwyneth Paltrow voltou ao cinema recentemente no sucesso de bilheteria Homem de Ferro, mas é seu novo filme, Two Lovers, que a fez retornar plenamente à arte que tanto ama, disse a atriz na terça-feira.

No filme, que fez sua estréia mundial no Festival de Cinema de Cannes na noite de segunda, Paltrow é uma jovem confusa que conquista o amor de um homem complexo, representado por Joaquin Phoenix.

Mas a relação deles é acompanhada de problemas emocionais.

Longe do papel da assistente atrevida Pepper Potts em 'Homem de Ferro', o papel de Michelle que Paltrow faz em 'Two Lovers' alimentou seu desejo de voltar a atuar.

'Foi uma espécie de dádiva para mim', disse a atriz de 35 anos a jornalistas numa coletiva de imprensa em Cannes. 'Senti que pude realmente atuar com liberdade, verdade e crueza.'

'Depois de passar um bom tempo apenas em casa, sendo mãe, que é a maior alegria de minha vida, voltar a me sentir uma artista foi uma dádiva.'

Filha da atriz Blythe Danner e do produtor Bruce Paltrow, Gwyneth Paltrow irrompeu no cenário de Hollywood nos anos 1990 e ganhou destaque quase imediato.

Seu papel de Viola, por quem o jovem William Shakespeare cai de amores na comédia romântica 'Shakespeare Apaixonado', de 1999, lhe valeu o Oscar de melhor atriz. Depois disso, Paltrow tornou-se uma das atrizes jovens mais cotadas de Hollywood.

'ALGO A DIZER'

Em 2002 Paltrow casou-se com o cantor Chris Martin, e o casal hoje tem dois filhos. No mesmo ano, seu pai morreu.

'Obviamente, tive uma vida incrivelmente abençoada e sou uma pessoa de muita sorte. Mas também passei por coisas difíceis, e acho que são essas coisas que fazem você se tornar mais profunda e prestar mais atenção a sua vida emocional', disse ela.

Nos últimos anos Paltrow vem trabalhando quase constantemente, mas muitos de seus papéis têm sido coadjuvantes.

A diferença agora é que ela está em dois filmes quase simultaneamente: o blockbuster 'Homem de Ferro' e 'Two Lovers', do diretor James Gray.

Ela admitiu que não tinha certeza se voltaria a ser aceita em Hollywood, conhecida por dar as costas rapidamente a atrizes que se afastam dos holofotes.

Mas acrescentou que espera que os papéis certos lhe sejam oferecidos e comentou: 'Senti que eu tinha algo a dizer.'

Por enquanto, pelo menos, o que ela tem a dizer encontrou ressonância entre a crítica em Cannes. 'Paltrow praticamente reluz', disse o jornal especializado Hollywood Reporter em sua resenha de 'Two Lovers'.

Leia mais sobre: Festival de Cannes

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.