Rádio Matraca prepara edição especial de aniversário - Brasil - iG" /

Rádio Matraca prepara edição especial de aniversário

A Rádio Matraca, programa da Rádio USP FM (93,7 MHz e www.radio.

Agência Estado |

usp.br), completa 25 anos e fecha o mês de comemorações com uma edição especial e ao vivo neste sábado, das 17 horas às 18 horas. Vencedor do Prêmio APCA (Associação Paulista dos Críticos de Arte) de 2008, na categoria Rádio-Humor, o programa teve seu embrião nos shows do Língua de Trapo, em meados dos anos 1980. Durante as mudanças de figurino nas performances do grupo, os integrantes resolveram inventar uma rádio, com paródias gravadas em fitas cassetes, para que o público ouvisse nesse intervalo. Em uma das apresentações, o coordenador da Rádio USP na época, André Barbosa Filho, estava presente e fez o convite.

"No início a turma era grande", conta Laert Sarrumor, produtor e apresentador do programa. Já passaram pela Rádio Matraca Carlos Melo, Cassiano Roda, Marcelo Moraes, Oscar Pardini, Lizoel Costa, Yvette Matos e Ayrton Mugnaini Júnior. Então recém-formada em radialismo, Alcione Sanna era amiga de Ayrton e o acompanhava nas gravações. Escrevendo um esquete aqui ou fazendo uma voz ali, Alcione foi aumentando sua participação e acabou incorporada à equipe, isso em 1998. "Hoje eu praticamente mando, cuido do orçamento, das contas, das dívidas", brinca ela, que divide a apresentação e a produção do programa com Laert.

Do clássico ao brega

Ainda que, de acordo com a dupla de apresentadores, cada programa seja diferente do outro, na maioria das vezes, há uma estrutura fixa. Na primeira parte da atração, há seções como "Coincidência", com apresentação de músicas parecidas entre si - que eles chamam de plágio mesmo - e "Curiosidades Curiosas". Na segunda meia hora, é a vez dos mini-especiais musicais, que, segundo Alcione, vão "do clássico ao brega", passando por gêneros bem específicos, como o rock alternativo da cidade inglesa de Manchester ou música caipira de raiz.

Para Laert, é difícil traçar um perfil do público "matraqueiro". "Pelos e-mails que chegam, eu não sei se as pessoas tentam ser engraçadas porque é um programa de humor ou se são malucos mesmo", afirma ele. "A gente imagina que é um pessoal criativo, que gosta de coisas diferentes, que não gosta de lugar comum", completa. Esta edição especial de aniversário terá a presença de dois ouvintes no estúdio, que participaram de uma promoção mandando frases engraçadas sobre os 25 anos do programa.

Mas esta não foi a primeira vez em que esse tipo de interação acontece nessas mais de duas décadas de existência. Alcione conta que, certa vez, uma promoção foi comer pizza com os ouvintes. O detalhe era que isso ocorria enquanto o programa era feito - e depois todos ainda foram a uma pizzaria. "Como a Rádio Matraca é esdrúxula, nossas promoções também são bizarras", diz Laert, que não perde a deixa: "Estamos pensando em fazer uma agora de motel."

Partidários do humor politicamente incorreto - mas não chulo, como ressalta Alcione - os dois estão desanimados com as piadas sobre políticos (que seria uma boa fonte de graça já que estamos em ano eleitoral). "Hoje em dia, talvez pela minha descrença, não me sinta muito estimulado a fazer piadas políticas. Eu faço mais piadas de costumes, piadas sociais, do comportamento do ser humano em geral perante a vida", diz Laert. "Os políticos são nossos concorrente", afirma Alcione.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG