Nascemos de novo em 2010 , diz jornalista que desistiu de se hospedar na pousada - Brasil - iG" /

Nascemos de novo em 2010 , diz jornalista que desistiu de se hospedar na pousada

O jornalista Mario Marques, 39, tinha uma reserva para a passar o réveillon na pousada Sankay, na Ilha Grande, com a mulher e a filha de 10 meses. Mas mudou de ideia porque não havia um hospital por perto para alguma eventualidade que ocorresse com o bebê. Ele acha que a decisão salvou a sua vida e de sua família, já que o Sankay foi destruído pelo desabamento de um morro após as chuvas da virada de ano.

iG Rio de Janeiro |

Marques tinha acertado ficar na suíte Cavalo Marinho, uma das 11 da pousada. Era um quarto de fundos, sem vista para o mar, no andar de baixo, com ar condicionado, mosquiteiro, frigobar, TV e ventilador. Pagaria R$ 5.300,00. Em seu twitter , Marques diz que nasceu de novo em 2010. Leia abaixo o texto escrito por ele em seu site.

"Em novembro, eu e minha mulher tomamos a decisão de passar o réveillon na Ilha Grande. Achamos vaga na Pousada Sankai, uma das três melhores do lugar. Eu já estivera lá na do lado anos atrás, a Eco Dive Resort, hoje desativada. Parece que o francês, dono do hotel, desistiu do negócio.

Partimos então para fazer a reserva. Telefonei, recebi o e-mail com os dados bancários e tudo sobre o hotel e entrei no site do banco para efetuar a transferência.

Foi quando minha mulher entrou no quarto de repente e me indagou se havia hospital na ilha. Diante de minha negativa, ela se recusara a ir, já que temos uma bebê de 10 meses que inspira sempre cuidados.

Eu ainda tentei demovê-la. Argumentei que Angra era muito próxima de barco e que não haveria problema nenhum.

Mas ela insistiu. Disse que achava arriscado.

Então viramos o leme, desistimos do depósito e partimos para um hotel-fazenda no Sul de Minas.

Hoje de manhã, atônitos com a notícia da tragédia, olhamos para nossa bebê sorridente como nunca. Tiramos a carcaça da racionalidade, do dizer apenas Ufa, que sorte, para ampliarmos a reflexão sobre como pequenas decisões interferem no rumo de nossas vidas.

Para mim, o sorriso aberto de minha filha hoje era algo como: Parabéns, mãe, você salvou a gente.

A pieguice de pensamentos como esse, muitos devem achar, é muito menor diante da felicidade que sinto por poder estar com minha família sã e salva.

Em sua página na internet o jornalista conta a história e exibe os e-mails trocados com a Pousada Sankay.

    Leia tudo sobre: angra dos reischuvasilha grandereveillontragédia

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG