Está um a zero para Batman , diz procurador do Rio - Brasil - iG" /

Está um a zero para Batman , diz procurador do Rio

RIO DE JANEIRO - Ao comentar hoje a atuação de milícias no Estado e os vídeos postados na internet pelo ex-policial Ricardo Teixeira da Cruz, o Batman , o procurador-geral de Justiça do Rio de Janeiro, Cláudio Lopes, disse que está um a zero para o bandido. Talvez se possa dizer que está um a zero para o bandido, mas tenho certeza de que o Estado vai virar o jogo, disse.

Agência Estado |

Há um mês no cargo, Lopes chamou a imprensa para anunciar a criação do núcleo do Ministério Público de Combate ao Crime Organizado e às Atividades Ilícitas Especializadas.

"Batman" é acusado de liderar a milícia autodenominada Liga da Justiça, que atua na zona oeste da capital fluminense. Há quatro meses, ele fugiu do presídio Bangu 8 pela porta principal. Nos vídeos, Batman acusa policiais de corrupção.

Segundo o procurador-geral, que classificou divulgação dos vídeos de "deplorável", a ação do criminoso "tem sido audaciosa". "Os EUA estão tentando até hoje pegar o Bin Laden. Nem sempre isso é fácil". Para ele, a ação de milicianos "surgiu em razão da omissão que houve nos últimos anos". "Não podemos deixar que isso avance. Não deixa de ser uma máfia", disse.

Lopes recebeu nesta segunda-feira do deputado estadual Marcelo Freixo (PSOL) o relatório final da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) das Milícias, concluído em dezembro com 225 indiciados, entre eles os vereadores Carminha Jerominho (PTdoB) e Cristiano Girão (PMN).

Freixo disse que o objetivo do encontro era buscar integração para priorizar o combate ao crime organizado. "Mais do que uma formalidade, é um compromisso político, o que o Rio está precisando."

    Leia tudo sobre: milícia

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG