Crise no Senado não é minha , diz Sarney - Brasil - iG" /

Crise no Senado não é minha , diz Sarney

O presidente do Senado, José Sarney (PMDB-AP), afirmou hoje que defender-se não é fraqueza, e destacou por duas vezes que a crise é do Senado e não dele. A crise no Senado não é minha.

Agência Estado |

É do Senado", afirmou ele, na tribuna da Casa, onde se pronunciou sobre acusação de práticas de nepotismo e de outras irregularidades. O peemedebista afirmou que foi convidado nos 150 anos do Congresso Brasileiro a fazer uma conferência sobre as instituições parlamentares no Brasil. "A conclusão maior que eu tive é que a diferença que há entre a América espanhola e a portuguesa é que a primeira foi feita pelas armas enquanto a segunda foi feita pelas palavras."

O presidente do Senado disse também que ao longo de sua vida não tem feito outra coisa que não "louvar" a atividade legislativa. "Não seria agora, na minha idade, que eu iria praticar um ato menor que eu nunca pratiquei na minha vida. Assisti a muitos escândalos no Senado, mas nunca meu nome esteve envolvido nessas atividades", afirmou. Ele ainda acrescentou que não toma decisões sozinho, mas sempre com um colegiado.

Segundo ele, o que se fala do Congresso é uma crise mundial e existe na Espanha e em outros países. "É essa instituição (Senado) que devemos preservar. Eu aqui com a Mesa, não fiz outra coisa que não me dedicar a essa tarefa. Não totalmente, porque atravessei um problema familiar. Agora que me libertei dele, deus me exige as penitências que eu tenho que falar. A melhor graça que ele me deu foi a recuperação de minha filha", disse ele, em referência à cirurgia passada no último dia 3 pela governadora do Maranhão, Roseana Sarney (PMDB-MA), para a correção de um aneurisma cerebral.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG