SÃO PAULO - Um dia após o governador de Minas, Aécio Neves (PSDB), desistir da corrida pelo Palácio do Planalto, o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso disse que o mineiro não fechou a porta para composição numa chapa puro-sangue liderada pelo governador de São Paulo, José Serra.

FHC afirmou, no entanto, que esse assunto ainda deverá ser debatido com Aécio. "O governador Aécio nega (que venha a aceitar a vice), mas não fechou a porta. Eu preciso conversar com ele porque não quero criar uma situação que dificulte", afirmou o ex-presidente ao jornal "O Estado de S. Paulo".

De acordo com o tucano, há um "sentimento nacional" a favor da unidade entre os governadores. "Hoje (ontem), independentemente de qualquer pessoa ter dito qualquer coisa a esse respeito, toda mídia fala disso. Acho que há um sentimento nacional nessa direção".

O anúncio de anteontem aumentou a pressão no partido para que Aécio aceite ser vice na chapa de Serra, apesar de o governador paulista não ter se declarado candidato.

Aécio, no entanto, diz que agora se dedicará à disputa em Minas, na qual pretende eleger seu sucessor o vice-governador Antonio Anastasia.

Aécio Neves discursa durante anúncio de desistência:

Leia também:

Leia mais sobre: Eleições 2010

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.