pedra de concreto na madrugada de segunda-feira quando voltava do trabalho para casa em um ônibus da linha 397 (Campo Grande-Tiradentes)." / Alguém jogou a pedra no ônibus , diz polícia sobre acidente que matou mulher no Rio - Brasil - iG" / pedra de concreto na madrugada de segunda-feira quando voltava do trabalho para casa em um ônibus da linha 397 (Campo Grande-Tiradentes)." /

Alguém jogou a pedra no ônibus , diz polícia sobre acidente que matou mulher no Rio

RIO DE JANEIRO ¿ A delegada Márcia Julião, da 34ª DP (Bangu), disse nesta terça-feira que a hipótese de acidente na morte da copeira Irene Moreira Pereira, de 42 anos, está descartada. A vítima morreu ao ser atingida na cabeça por uma http://ultimosegundo.ig.com.br/brasil/2009/11/16/mulher+morre+em+onibus+ao+ser+atingida+na+cabeca+por+pedra+de+concreto+9110909.html target=_blankpedra de concreto na madrugada de segunda-feira quando voltava do trabalho para casa em um ônibus da linha 397 (Campo Grande-Tiradentes).

Anderson Dezan, iG Rio de Janeiro |

Estive hoje [terça-feira] no local do acidente e tudo indica que alguém jogou a pedra no ônibus. Afastada a hipótese de a pedra ter rolado, o caso será tratado como homicídio, disse a delegada ao iG .

Nesta terça-feira, o motorista do coletivo onde estava Irene prestou depoimento à polícia. Ele relatou que viu uma pessoa em cima do viaduto de onde veio a rocha que acertou o ônibus. O motorista contou que viu um homem, mas não viu se a pessoa estava com a pedra na mão, informou Márcia Julião.

Obra

Em nota, a secretaria municipal de Obras confirmou que uma obra de conservação está sendo realizada no viaduto sobre a Avenida Brasil, próximo à rua Drª. Maria Estrela, na altura de Bangu. De acordo com a secretaria, estão sendo recuperados dentro dos padrões de segurança os guarda-corpos e construídos novos guarda-rodas

A pasta informa que os blocos de concreto provenientes da obra são retirados rotineiramente. Segundo a nota, o local já está limpo e livre de entulhos. A intervenção no viaduto começou em outubro e tem previsão de término para o final de dezembro.

Acidente

Irene voltava de ônibus do trabalho em uma casa de festas em Botafogo, zona sul do Rio, quando foi atingida na cabeça por uma pedra de aproximadamente 25 quilos. Com o impacto, o teto do ônibus foi perfurado.

Ela foi levada pelo motorista do ônibus à Unidade de Pronto-Atendimento (UPA) de Bangu. Os médicos tentaram reanimar a vítima, mas ela não resistiu aos ferimentos e morreu. De acordo com a secretaria estadual de Saúde, a copeira sofreu uma extensa fratura no crânio.

Irene era casada e tinha duas filhas, uma de 22 anos e outra de 15. O enterro da vítima está previsto para acontecer na tarde de terça-feira no cemitério de Campo Grande, zona oeste do Rio.

Leia mais sobre: acidentes

    Leia tudo sobre: acidenteobravandalismoviadutoônibus

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG