Após xingar vereadora, Heloísa é processada em Maceió

A vereadora Heloísa Helena (PSOL-AL) vai responder processo por quebra de decoro parlamentar e pode até perder o mandato caso seja considerada culpada. Ela é acusada de ter xingado e acusado a colega Tereza Nelma (PSB) de desvio de recursos.

Agência Estado |

Nelma disse que processou Heloisa na semana passada na Comissão de Ética da Câmara depois de um bate-boca com a ex-senadora, que a acusou de ter copiado um projeto de outro Estado e ter recebido ilegalmente R$ 162 mil de verba de gabinete. Além disso, Heloísa acusou Nelma de envolvimento em desvio de recursos destinados a entidades que cuidam de crianças carentes e excepcionais. Durante a troca de insultos, Heloísa chamou a colega de "porca trapaceira" e "ladra de próteses de criancinhas deficientes".

O bate-boca entre as duas vereadora começou depois que Heloísa apresentou um projeto que estendia, por mais três meses, o mandato dos conselheiros tutelares em alguns bairros de Maceió. Heloísa Helena, que é presidente da Comissão da Criança e do Adolescente, justificou a proposta alegando que uma liminar da Justiça havia suspendido a eleição e as crianças, em situação de risco social, não poderiam ficar sem assistência por causa do fim do mandato dos conselheiros. A proposta da ex-senadora era estender os prazos de permanência dos conselheiros até que a questão judicial fosse resolvida.

Tereza Nelma não concordou com a proposta, defendeu a não renovação dos mandatos dos conselheiros, mas foi voto vencido. Durante a discussão, Heloísa também teria acusado Nelma de apresentar um projeto copiado de outro Estado, ao argumentar a prorrogação do mandato dos conselheiros tutelares. "É mentira", disse Nelma. Após os xingamentos, Heloísa ironizou: "Vereador pode roubar os cofres públicos, mas não pode chamar o outro de porco ou de porca?".

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG