Tamanho do texto

Três servidores da Secretaria Estadual de Educação que era mantidos reféns havia uma semana na cidade de Amarante do Maranhão, a 835 quilômetros de São Luís(MA), foram liberados na manhã de hoje pelos índios da tribo Riachinho, segundo informações da GloboNews. Eles exigiam do governo a construção de uma escola na aldeia.

Atualmente, os índios estudam em escolas feitas de madeira ou então em instituições fora da aldeia. Iza Quadros, Eliene Pereira Costa e Carlos Alves Viana foram soltos após muita negociação entre o governo e os índios. Nesta manhã, os primeiros caminhões com material de construção começaram a chegar na aldeia.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.