Faz mais de três anos que Paulinho da Viola não se apresenta na cidade. É que, sem contar com uma estrutura de Lei Rouanet, como todo artista que sai em turnê, não foi possível voltar antes.

Portanto, quem gosta do samba da mais fina estampa não deve perder a oportunidade de vê-lo hoje, amanhã e domingo. Aqui Paulinho encerra a carreira do projeto "Acústico MTV". "Como ele foi gravado em São Paulo, nossa intenção era fazer a última apresentação também aí", diz ele, do Rio.

No show, ele vai além do esquema revisionista - que inclui clássicos como "Sinal Fechado", "Dança da Solidão" e "Por Um Amor no Recife" e a recente parceria com Arnaldo Antunes e Marisa Monte, "Talismã" - registrado no DVD. "Uma ou outra modificação naturalmente acontecem, mas a estrutura é a mesma", fala Paulinho.

O roteiro é impecável, abrindo e fechando com o clássico moderno "Timoneiro" (parceria dele com Hermínio Bello de Carvalho) e recheado de outros sambas que nunca envelhecem.

Um dos pontos altos é "Coisas do Mundo", "Minha Nega", em que Paulinho provoca forte emoção na plateia, sozinho ao violão e com aquela voz leve e profunda, que exala lirismo. O hino ecológico "Amor à Natureza" e "Foi Um Rio Que Passou em Minha Vida" também são momentos de grande comoção. Paulinho ainda homenageia seus mestres e três parceiros com quem assina sambas preciosos: Eduardo Gudin ("Ainda Mais"), Mauro Duarte ("Foi Demais") e Capinam ("Coração Imprudente").

O artista gráfico Elifas Andreato adaptou a estrutura do show do DVD para o palco. A superbanda que acompanha Paulinho é digna do anfitrião e dos sambas que toca. Tem Cristóvão Bastos (piano e arranjos), Mário Sève (sopros), Dininho Silva (baixo), Jorginho do Pandeiro, Hércules Nunes (bateria), Marcos Esguleba (percussão) e João Rabello (violão), filho de Paulinho, que honra o lugar que foi do avô Paulo César. No coro, só vozes femininas: Cristina Buarque, Muiza Adnet e Beatriz Faria. As informações são do Jornal da Tarde.

Paulinho da Viola . Citibank Hall (1.450 lug.). Avenida Jamaris, 213, Moema. Tel. (011) 2846-6166. Sexta e sábado, às 22 h; domingo, às 20 h. Ingressos entre R$ 60 e R$ 130.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.