Após shows nos EUA, Patricia Talem vai relançar 1º CD

Não há limites para divulgar a música. De hotel em hotel, a cantora paulistana Patricia Talem ganhou nome, disco e reputação cantando standards de bossa nova e jazz durante oito anos.

Agência Estado |

"Rodei diversas redes de hotel no Brasil. Como a rotatividade de funcionários dentro deles é muito grande, cada gerente que saía me convidava para ir para o hotel que iria trabalhar em seguida", fala Patrícia, de 30 anos.

A guinada para o exterior veio com os contatos no meio hoteleiro. Patricia foi para Portugal e para os Estados Unidos, local onde decidiu gravar seu disco de estreia, que leva apenas seu nome. "Isso tudo aconteceu a partir de 2005. Foi nos Estados Unidos que busquei minhas maiores referências, pois desde pequena sempre escutei muito jazz."

O disco, que saiu primeiro na América do Norte, em fevereiro, tem todas as músicas em português traduzidas para o inglês no encarte. Não é à toa. Depois do disco lançado, Patricia já fez mais de 20 shows por lá. Das 12 faixas do álbum, 11 são interpretadas em português, entre elas "Ludo Real", de Chico Buarque e Vinícius Cantuária, "Só de Você", de Rita Lee, e "Tarde Solar", composição inédita de Flávio Venturini. A única cantada em inglês é "Never Give Up", composição do trovador canadense Ron Sexsmith.

"Levei três anos para escolher o repertório e gravar o disco. Meu próximo CD terá mais músicas em inglês. Sinto falta de um repertório maior nessa língua, já que faço muito mais shows nos Estados Unidos do que no Brasil." A cantora vai relançar o disco em São Paulo, no mês de novembro, na casa Passatempo. "Lancei no meio do ano aqui, no Tom Jazz, mas acabei indo para os Estados Unidos. Quero fazer o lançamento direito." As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG