SANTO ANDRÉ - Após roubarem R$ 74 mil do Banco Real no centro de Santo André, no ABC paulista, três ladrões fizeram uma ¿panfletagem¿ entre os funcionários rendidos da agência, na manhã de sgeunda-feira. Irônico, o trio criticou deputados e outros políticos e também distribuiu caricaturas de alguns.

O banco estava fechado quando houve a invasão. Eles dominaram um vigia em uma saída da agência, na Rua Xavier de Toledo, bem perto do 1º Distrito Policial.

O gerente G. T. não teve tempo nem de desconfiar de um homem loiro, alto, forte e engravatado que se aproximou de sua mesa. O suspeito mostrou uma pistola, fez ameaças de morte e ordenou que o gerente fosse com ele até o cofre, no segundo andar. Antes disso, três funcionários haviam sido dominados e foram trancados num quarto escuro. Conforme chegavam, os bancários eram levados para o mesmo local.

No andar de cima, dois vigilantes foram atacados. Um deles levou chutes e socos, para que não acionasse o alarme. Duas bancárias entregaram as chaves do cofre, onde havia R$ 65 mil. Depois, os criminosos desceram e limparam os caixas. O bando fugiu a pé. Os funcionários não disseram quais políticos eram alvo da críticas.

Na mesma manhã, sete criminosos fizeram um arrastão na agência do Itaú, em São Miguel Paulista, zona leste de São Paulo. Eles levaram dinheiro de clientes, coletes à prova de balas e armas de três vigias. Em uma semana, houve quatro roubos a banco: ladrões ainda atacaram na Avenida Henrique Schaumann, em Pinheiros, e em Guarulhos. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

Leia mais sobre: assalto

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.