BRASÍLIA (Reuters) - O ministro da Fazenda, Guido Mantega, afirmou nesta segunda-feira que o governo pretende reforçar o Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) para estimular a atividade em meio à crise financeira global. Não vamos seguir a rota da desaceleração econômica, disse Mantega a jornalistas após reunião do presidente Luiz Inácio Lula da Silva com os ministros na Granja do Torto. Ele não deu detalhes sobre o incremento do PAC.

Durante a reunião, segundo Mantega, o presidente avaliou que o Brasil ainda não conseguiu reconstituir o volume de crédito anterior à crise. "Temos que achar uma solução", afirmou Mantega, também sem entrar em detalhes.

O ministro disse estar certo de que o spred bancário --diferença entre o custo de captação dos bancos e a taxa de juro cobrada dos clientes-- pode ser reduzido no país. De acordo com ele, um levantamento do que está por trás do spread está sendo finalizado por uma comissão do governo, criada a pedido de Lula.

(Por Isabel Versiani)

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.