Após restrição, CET multou 30 mil caminhões em São Paulo

A Companhia de Engenharia de Tráfego (CET) multou 30.666 caminhões desde o dia 30 de junho, quando entrou em vigor a primeira medida que restringiu a circulação de veículos pesados na capital paulista.

Agência Estado |

As autuações, válidas até terça-feira, correspondem aos caminhoneiros que desrespeitaram a Zona Máxima de Restrição de Circulação (ZMRC), onde só podem circular das 21h às 5h, e àqueles que trafegaram no horário do rodízio, ampliado no último mês para caminhões.

Outras 275 autuações por estacionamento proibido foram aplicadas desde segunda-feira, quando 681 vagas de Zona Azul deixaram de existir na região do Jardim Paulista e da Consolação, na região central.

As penalidades para quem desrespeita as duas primeiras normas são de R$ 85,13 e quatro pontos na carteira de habilitação. No caso do estacionamento proibido, o valor varia de R$ 53,20 a R$ 127,69, dependendo da gravidade da infração.

A primeira medida implantada, em 30 de junho, aumentou a ZMRC, que engloba o Centro Expandido, de 25 km2 para 100 km2. Já os Veículos Urbanos de Carga (VUCs), com até 6,5 metros de comprimento, têm de respeitar um rodízio que combina dias pares e ímpares de acordo com o final da placa. No último dia 1º, as regras para os VUCs ficaram mais rígidas. Além de respeitar o rodízio das placas e de estarem liberados para circular das 21h às 5h, eles só podem trafegar pela ZMRC das 10h às 16h.

A maioria das autuações ocorreu na região do Centro Expandido. Os agentes multaram 27.018 veículos nesse período, número que engloba tanto os caminhões quanto os VUCs. Após a implantação das medidas, a equipe de fiscalização foi ampliada para 501 marronzinhos. As 3.648 multas restantes foram aplicadas após 28 de julho, quando começou o rodízio de caminhões nas vias que ficam nas bordas do Centro Expandido, como as Marginais do Tietê e do Pinheiros e Avenida dos Bandeirantes. Esse número não contempla infrações detectadas pelos radares. As informações são do "Jornal da Tarde".

    Leia tudo sobre: caminhão

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG