Após recesso, Chorão lança novo CD do Charlie Brown Jr

O Chorão de Camisa 10 Joga Bola Até na Chuva, novo CD do Charlie Brown Jr., não é nem sombra do Chorão de Imunidade Musical, de 2005.

Agência Estado |

A caminho dos 40 anos, o vocalista de uma das bandas nacionais de maior sucesso entre a garotada parece ter jogado para escanteio a nuvem negra que pairava sobre ele na época do lançamento de Imunidade. Com a imagem desgastada após a briga com Marcelo Camelo e a saída de todos os antigos integrantes da banda, Chorão se viu na linha de tiro e decidiu falar apenas com um ou outro veículo da imprensa. Depois decidiu se fechar em copas e tocar sua vida sem dar mais declarações. "Não fugi da situação, só não queria tocar no assunto."

Rodou o filme "O Magnata", com o amigo Paulinho Vilhena, lançou trilha sonora do longa, inaugurou pista de skate em Santos. E foi refazendo sua vida pessoal, passou a pensar mais na família, no filho de 19 anos, assistindo de camarote a muitas discussões na internet que levantavam até a hipótese do fim da banda. Preferiu deixar quieto. Afinal, a ideia era tirar férias de tudo depois de uma década na estrada.

"Não parei um só carnaval. Foi assim 12 anos direto", conta ele. Antes do recesso, houve a troca de gravadora. "Nosso contrato com a EMI estava acabando e a gente não tinha vontade de renovar. A Sony ficou sabendo do nosso passe livre e começamos a conversar. Havia possibilidade de virar independente, mas tivemos a proposta de um trabalho legal, para fazermos o que estivéssemos a fim."

Ficou acertado que o primeiro trabalho seria ao vivo com antigos sucessos e algum material inédito. Antes, o vocalista queria suas férias. Acabou sendo um ano sabático. "Os primeiros cinco meses foram de total vagabundagem, mas a banda continuava a tocar junta. Depois voltamos a ensaiar e a compor."

Com a cuca descansada, Chorão e sua trupe acharam que valia a pena investir num CD de inéditas e deixar o ao vivo para uma próxima oportunidade. Mesmo com a liberdade - e a disposição - de experimentar mais, não há como desassociar a combinação de dub, reggae, hip-hop, rock e hardcore da fórmula musical básica da banda. O próximo passo é pôr o pé na estrada e um novo longa, inspirado em "O Cobrador", de Rubem Fonseca, que Chorão planeja filmar no ano que vem. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG