Após quase 24h, polícia invade presídio e acaba rebelião no Tocantins

PALMAS ¿ Após quase 24h, acabou na tarde deste sábado a rebelião no presídio Barra da Grota, em Araguaína, no norte do Tocantins. De acordo com informações do Batalhão da Polícia Militar da cidade, policiais invadiram o local e liberaram os seis agentes penitenciários que eram mantidos reféns.

Lecticia Maggi, iG São Paulo |

Os agentes foram resgatados com vida e levados para o hospital.

A rebelião começou por volta das 17h de sexta-feira e envolveu cerca de 200 detentos. Eles fizeram seis funcionários e um preso reféns. Primeiramente, a polícia disse que eram todos agentes, mas corrigiu a informação. Este preso foi esfaqueado e jogado de cima do telhado. Ele foi encaminhado em estado grave ao Hospital Regional de Araguaína.

Segundo a polícia, os presos, armados com facas e barras de ferro, atearam fogo em colchões, quebraram janelas e destruíram diversas celas. Na manhã deste sábado, o clima ficou mais tenso no presídio e a polícia já cogitava a invasão. 

Os detentos pediam carros para a fuga de 15 presos, 12 pistolas e 12 coletes à prova de balas para liberar os reféns. Conforme a polícia, as reivindicações não envolviam nenhum pedido de melhoria das condições da carceragem.

Os três pavilhões do presídio foram totalmente destruídos, com cozinha e lavanderia incendiadas. Sem condições mínimas para permanecer no local, após a contagem, os detentos serão transferidos para outras unidades prisionais do Estado.

*com informações da Agência Estado

Leia mais sobre: rebelião

    Leia tudo sobre: rebeliãotocantins

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG