Após negócio malfeito, Herchcovitch dá a volta por cima

Elementos do Oriente Médio, da África, do leste europeu e das regiões que vivem em conflitos religiosos e territoriais. Foi neste confuso cósmico que Alexandre Herchcovitch lançou hoje sua coleção de verão masculina, após a saída da holding IM (Identidade Moda), que comprou suas marcas e não pagou.

Agência Estado |

As bandeiras pretas fincadas no fundo da passarela deixavam nas entrelinhas um certo ar de luto. Mas pelo contrário. Foi a verdadeira volta por cima do estilista que apresentou seus "conflitos" no terceiro dia da 25ª São Paulo Fashion Week (SPFW), no Pavilhão da Bienal, no Parque do Ibirapuera (SP).

As peças mesclavam estampas de figuras simétricas multicolores, militares, orientais, estampa em cima de listras e as inconfundíveis caveiras de Herchcovitch. "Há uma grande mistura. Bordados com vidrilhos e linha em cima de malha e de viscose", disse o estilista nos bastidores ao final do desfile. As cores acompanharam esse território perigoso: predominância do vermelho e preto, um pouco de verde, azul, branco e tons de marrom. Shorts que receberam a companhia de saias pregueadas e legging estampada, calças com cintos que lembraram as faixas dos samurais, bermudas soltinhas, camisetas e camisas e o onipresente macacão. Os óculos com aros de bambu e lenços coloridos no pescoço quebravam o ar pesado da inspiração. Nos pés, botas de pano (umas com estampa outras sem) confortáveis e resistentes. Uma coleção para revolucionar.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG